o riachense

Terça,
05 de Julho de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Falta pouco para o funcionamento pleno do centro escolar de Riachos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
António Mina faz o balanço do ano lectivo do Agrupamento

O ano lectivo terminou há cerca de um mês e António Mina, director do Agrupamento Vertical General Humberto Delgado faz um balanço bastante positivo de mais uma época escolar. No âmbito da avaliação interna, o aproveitamento dos alunos nos vários níveis de ensino “foi bastante bom”, verificando-se que na educação pré-escolar as competências foram adquiridas numa percentagem muito próxima dos 100%. Quanto aos restantes ciclos, a média de resultados positivos situou-se acima dos 75% no 1.º ciclo, dos 85% no 2.º ciclo e acima dos 80% no 3.º ciclo. No que respeita à avaliação externa, nas provas de aferição do 4.º ano, houve 89% de sucesso a Língua Portuguesa e 76,8% a Matemática, no 6º ano 83,8% a Língua Portuguesa e 80% a Matemática.
Quanto aos exames nacionais, verificou-se uma percentagem de sucesso de 67,4% a Língua Portuguesa e de 54, 3% a Matemática.
Relativamente ao ano lectivo anterior, António Mina refere que se registou uma significativa descida nos resultados dos alunos, no entanto, salienta que os resultados globais da escola se situaram ligeiramente acima da média nacional. “Assim, apesar da diminuição nos resultados, penso terem sido bastante positivos os resultados globais dos alunos do Agrupamento nas diversas provas realizadas a nível nacional”, constata.
Quando a problemas, transversais à sociedade, que afectam algumas escolas, como o consumo e tráfico de droga, consumo de álcool ou casos de bulling, o director diz que “foi um ano lectivo sem grandes problemas de disciplina, apesar de se ter verificado um caso ou outro, devidamente resolvido, mas nada que não seja comum em outras escolas. Dentro do espaço escolar não tenho conhecimento de qualquer dessas situações”.
Os novos edifícios para o 1.º ciclo estão quase concluídos e a remodelação da escola Chora Barroso já teve início neste mês. Apesar dos trabalhos decorrerem em simultâneo, a partir de Setembro, com as aulas, o director está tranquilo em relação às condições de segurança. Já foram instalados todos os contentores, estando neste momento a ser feitas reparações de forma a criar todas as condições necessárias ao funcionamento dos mesmos. Ainda nesse sentido, o director acrescenta que estão a ser preparados todos os materiais e para minimizar os constrangimentos inerentes a esta situação de requalificação do edifício.
Todo o processo tem sido do conhecimento da câmara municipal de Torres Novas e está a ser feito em articulação com os engenheiros responsáveis da empresa. “A preocupação maior é tentar fazer com que as actividades lectivas do próximo ano sejam o mais normal possível. No entanto, há que ter em conta que esta será sempre uma situação transitória, longe da ideal, mas que só desta forma se poderá permitir a reconversão, o mais rápido possível, da escola sede”, explica António Mina, pedindo alguma tolerância a toda a comunidade educativa: “Será importante que da parte dos alunos, professores, pessoal não docente e encarregados de educação, haja alguma tranquilidade, alguma condescendência, uma vez que sabemos que não vai se um ano fácil. Todavia não devemos esquecer que é por uma boa causa. Posteriormente a escola ficará com condições especiais e extraordinárias para o trabalho de todos os elementos da comunidade, nomeadamente professores e alunos”.
As novas instalações do 1.º ciclo serão inauguradas em Setembro e se tudo decorrer conforme o previsto, daqui a um ano, entrará também em funcionamento a “nova” escola Chora Barroso. Assim, Riachos ficará com um pólo educativo totalmente renovado, desde o pré-escolar ao 3.º ciclo. António Mina será o primeiro director de agrupamento do concelho a dirigir um verdadeiro centro escolar, mais dito campus. “É apenas um pormenor. Penso que o mais importante é saber que o Agrupamento tem todos os meios necessários para permitir o melhor desempenho possível a professores e alunos. Logicamente que melhores condições, implica necessariamente melhores resultados, mas a ideia é essa mesma”, revela.
Quanto ao processo de avaliação dos professores que tem causado alguma polémica no sector do ensino, António Mina refere que não têm existido problemas no Agrupamento: “Está a decorrer de uma forma bastante tranquila, sem conflitos. Foi concluída a avaliação dos professores contratados, agora a seguir será a avaliação dos restantes”.
No que diz respeito às orientações do novo Governo para o próximo ano lectivo, António Mina esclarece que têm vindo a ser divulgadas informações para a preparação do mesmo, “embora não com a rapidez e urgência necessárias. De qualquer forma, a preparação decorre com alguma normalidade”.
O Agrupamento não é um mundo fechado e é frequente a interacção com a comunidade ser um dos objectivos de António Mina: “Tem-se mantido a preocupação em envolver os encarregados de educação e outras entidades/instituições, fomentando uma intervenção mais intensa na vida da escola. Regra geral, tem havido uma boa resposta às iniciativas propostas, no entanto serão sempre bem-vindas outras propostas de articulação. Este é um ponto importante para as escolas e é, sem dúvida, um elemento essencial no desenvolvimento das próprias crianças e jovens dos diversos níveis de ensino”.
No entanto, continua a notar-se que a intervenção dos encarregados de educação é mais intensa em níveis iniciais, desvanecendo-se gradualmente ao longo dos restantes ciclos. “Penso, contudo, que ainda pode melhorar essa interacção entre a escola e a comunidade”, afirma.
 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária