o riachense

Tera,
05 de Julho de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Eleições no Atlético adiadas para 15 de Maio

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
A inexistência de listas de candidatos aos corpos sociais do Clube Atlético Riachense levou à interrupção da Assembleia Geral eleitoral de sexta-feira passada que será retomada a 15 de Maio, pelas 18,30 horas, logo a seguir ao jogo com o Ac. Viseu.
Apesar de parte dos elementos da actual Comissão Administrativa estarem disponíveis para integrar um futuro elenco directivo, não foi possível constituir uma lista completa de candidatos para se apresentar a sufrágio, esperando-se que nestes quinze dias até à continuação da assembleia seja possível formar um elenco que se candidate a gerir os destinos do clube durante o próximo biénio.

Contas de 2009 aprovadas


Entretanto, no dia 21 de Abril decorreu a assembleia de apresentação das contas referentes ao ano de 2009, as quais foram aprovadas pelos sócios presentes.
Num pequeno resumo da situação financeira do clube, divulgado pela Comissão Administrativa, constata-se que no ano de 2009 se registou um prejuízo de 14.524,24 €.
O total dos proveitos ascendeu a 128.627,42 €, enquanto que os custos globais se cifraram em 143.139,66 €.
Os custos decresceram cerca de 30% em relação ao ano anterior, em muito devido à redução dos encargos com o futebol sénior que permitiram uma “poupança” de mais de 36 mil euros.
O lado pior das contas regista-se na parte das receitas que caíram cerca de 37,5%, de 205,9 mil euros em 2008, para 128,6 mil euros em 2009.
No mesmo documento é ainda referido que o peso relativo dos subsídios e donativos baixou para cerca de 73% (93,7 mil euros) do total das origens de fundos do clube. Em 2008 os subsídios e donativos representaram cerca de 89% dos proveitos (182,6 mil euros).

Passivo de 33 mil euros

Por fim registe-se que no final do exercício de 2009 a dívida transitada do clube, vulgarmente conhecido como “passivo” se cifrava em 33,4 mil euros, ou seja apresentava uma redução de cerca de 9 mil euros em relação ao ano anterior.
Face aos números divulgados pode-se dizer que o Atlético é um clube que, não vivendo desafogadamente, tem as contas equilibradas e mesmo o tal passivo corrente está quase na totalidade coberto pelos subsídios municipais atribuídos e ainda não recebidos.
 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária