o riachense

Tera,
05 de Julho de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Na festa do 78º aniversário

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Rodrigues anunciou que autarquia vai assumir custos de manutenção do relvado

O ambiente no salão da Columbófila era de exaltação, muito graças aos recentes sucessos desportivos das diversas modalidades do Clube Atlético Riachense (futebol, futsal, atletismo e judo).
O serão de 13 de Fevereiro estava reservado ao anúncio dos vencedores dos Troféus do Ano, referentes à época desportiva passada, mas a primeira revelação foi feita pelo presidente da câmara.

António Rodrigues esteve presente no início dos festejos para, entre palavras elogiosas à histórica colectividade, deixar a garantia de que a autarquia vai tomar medidas para suportar “parte, senão toda a despesa proveniente da manutenção do relvado” do Estádio Coronel Mário Cunha.
Este presente de aniversário alivia de uma forma significativa as finanças do clube, “que infelizmente sabemos serem muito difíceis para uma colectividade tão importante”, disse Rodrigues no seu discurso, constatando mais uma vez a proficuidade e especificidade de Riachos no que respeita às suas associações e colectividades.

Depois das muitas distinções para os sócios que têm mais de 25 e 50 anos de ligação ao clube, foi a vez dos vencedores da primeira edição dos Troféus do Ano, apresentados por José Júlio. Sem grande surpresa, diga-se, dadas as conquistas ainda quentes, são eles: Hugo Santos (Melhor Atleta Masculino), Verónica Raposo (Melhor Atleta Feminino), Marco Neves (Melhor Jogador). Ao capitão Milú foi entregue o Prémio Carreira e houve foi ainda feita distinção a dois persistentes dedicados: Dr. Diamantino e Emídio Grilo foram granjeados com o Prémio Dedicação.
Miguel Cunha deu mais um pouco de si à instituição, oferecendo a última camisola que envergou pelo seu emblema de sempre. Em mais uma pequena e valiosa acção de angariação de fundos, a camisola foi sorteada entre os presentes.

Superou expectativas
Naquela véspera do clássico Desportivo-Atlético, cerca de duzentas pessoas acorreram ao jantar dos 78 anos da fundação do clube, cujo limite de inscrições foi atingido muito antes do previsto. A direcção assegurou toda uma organização assente em colaborações, isto é, feita com voluntários e amigos do clube. A fórmula funcionou, pelo que logística e gastronomicamente falando, não há críticas negativas a apontar.
Houve também espaço para alguns interlúdios musicais, oferecidos por Carlos Mateus Lima e Filipa Simões Rodrigues.

Eleições em Março
Apesar de ausente no estrangeiro, Jorge Pereira, presidente do Atlético, proferiu palavras de motivação pelo telefone. Posto que o prolongamento do mandato da sua direcção está prestes a terminar, Jorge Pereira reafirmou a intenção de não se recandidatar nas eleições previstas para Março.
Para já, é certo que os elementos da actual direcção não se vão recandidatar e como tal é necessário que os riachenses se mobilizem nesta altura importante para o Atlético, quando o regresso à 3ª divisão nacional está bem encaminhado. Resta saber qual será a opinião da futura direcção. A eleição dos novos corpos sociais está marcada para 5 de Março, em assembleia-geral a realizar pelas 20h30, na sede do Atlético.

Actualizado em ( Quinta, 25 Fevereiro 2010 16:58 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária