o riachense

Quinta,
26 de Maio de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Tiago Lousa e Alexandra Oliveira ganharam II Meia Maratona da Golegã

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Alexandra Oliveira sagrou-se bi-campeã da Meia Maratona da Golegã, visto que também cortou a meta em primeiro lugar no ano passado

As ruas da capital do cavalo animaram-se na Sexta-feira Santa, 3 de Abril, com a disputa da II Meia Maratona da Golegã que trouxe à vila quase duas centenas de atletas para correrem um percurso regulamentar de cerca de 21 quilómetros. Desta vez a meta foi instalada no mais carismático local da povoação, junto à igreja, em vez de no largo da Câmara Municipal, onde esteve no ano passado.
 
Os louros do triunfo na prova foram para Tiago Lousa, do Clube de Atletismo de Ferreira do Zêzere, que foi o primeiro a chegar à meta, após um tempo de 1:14:32. Vítor Cordeiro (Portalegre) e Armando Monteiro (Povoense) foram segundo e terceiro, respectivamente, e Ricardo Moreira (Zona Alta) foi quarto e José Durão (CB Abrantes) quinto, entre os 233 atletas que completaram o percurso (267 no total).
 
Na vertente feminina, a vencedora voltou a ser Alexandra Oliveira, do Núcleo Sportinguista de Torres Novas, que fez um tempo de 1:26:58, melhor do que os 1:29:07 que fez no ano passado. A segunda e terceira posições foram, respectivamente, para Céu Nunes e Liliana Baltasar, ambas do grupo Correr Lisboa.
 
Em termos colectivos, o triunfo foi para o UA Povoense, seguindo-se o CA Ferreira do Zêzere e o CR Amieirinhense a fechar o pódio, num total de doze equipas que se classificaram, isto é, que tiveram um mínimo de cinco atletas a completar o percurso. 
 
A meia maratona goleganense vai ganhando espaço no calendário do atletismo regional e esta segunda edição foi a prova disso mesmo, quer pelo número de participantes, quer pelo entusiasmo e animação que gerou na vila.

Actualizado em ( Quinta, 16 Abril 2015 11:30 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária