o riachense

Sexta,
30 de Setembro de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

José Trincão Marques

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Uma estratégia para Torres Novas

As profundas transformações sócio-económicas ocorridas nos últimos anos no concelho de Torres Novas impõem a necessidade de pensar o seu futuro a médio e longo prazo, de definir uma direcção e traçar um caminho, de encontrar princípios estruturantes e de estabelecer objectivos de desenvolvimento. Numa palavra, de construir uma estratégia. De reflectir para além do superficial e monótono quotidiano, das alianças conjunturais, das manobras propagandísticas, do bota-abaixo reiterado, dos unanimismos fúteis e da espuma dos dias.

Na definição de uma estratégia para o concelho de Torres Novas, identifico resumidamente cinco objectivos basilares:

1- Torres Novas deve desenvolver a sua capacidade polarizadora de agregação, cooperação e associação nos mais variados domínios com os concelhos limítrofes, nomeadamente Alcanena, Entroncamento, Barquinha e Golegã, aproveitando não apenas a proximidade territorial, mas também os laços históricos, afectivos e sociais existentes entre si, de forma a favorecer a criação de um potencial de massa crítica e de um peso político-económico importante com escala a nível regional.

2- Torres Novas tem de aproveitar todas as vantagens que lhe dão a sua centralidade geográfica e as excelentes acessibilidades rodoviárias e ferroviárias. A centralidade e as acessibilidades constituem uma inegável vantagem comparativa relativamente a outros concelhos da região e do País, que podem incentivar a fixação de novas empresas e residências e a criação de emprego. 

3- Torres Novas deve fomentar o desenvolvimento público e privado do sector dos serviços, nomeadamente nas áreas da educação, da saúde, das comunicações e das novas tecnologias, permitindo a criação de empregos qualificados e criadores de riqueza, de uma classe média forte e dinâmica, atraindo a fixação de residência de trabalhadores de outras origens e incentivando a permanência no concelho de quadros locais. O último pico de desenvolvimento que Torres Novas teve, comparativamente com os concelhos da sua região, deveu-se em grande medida à existência de importantes e qualificados serviços, que foram verdadeiras âncoras e referências regionais, na educação, na saúde e nas comunicações. A existência de uma classe média próspera e desenvolvida é um factor multiplicador de dinamismo económico, social e cultural.

4- O concelho de Torres Novas deve aproveitar sustentavelmente todos os recursos naturais privilegiados que possui, nomeadamente os integrados no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros e na Reserva Natural do Paúl do Boquilobo. Estes valiosos recursos naturais têm potencialidades que podem ser exploradas simultaneamente por vários sectores económicos, como o turismo, o comércio e a agricultura. A agricultura praticada de forma sustentável é um importante factor de preservação e valorização ambiental que deve ser estimulado e desenvolvido.

5- Por último, Torres Novas deve ter uma marca identificativa e distintiva que a caracterize e evidencie. Se repararmos, quase todos os concelhos vizinhos possuem essa marca identificativa. Em Alcanena a indústria dos curtumes, na Golegã a agricultura e o cavalo, no Entroncamento a ferrovia, na Barquinha o Tejo e a zona ribeirinha. A marca identificativa de Torres Novas deve ter um valor e uma existência sólida, actual e real do ponto de vista económico e cultural. A concretização dos quatro objectivos anteriores poderá ajudar a definir os contornos desta marca identificativa e distintiva de Torres Novas.

Actualizado em ( Segunda, 16 Março 2015 12:00 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária