o riachense

Terça,
05 de Julho de 2022
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Rodrigo Teixeira quer chegar à junta

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

“Ninguém pode estar contente, porque o investimentofoi zero”

Por um dever de cidadania aceitou ser o cabeça de lista do Bloco de Esquerda. Rodrigo Teixeira está descontente com o rumo de Riachos e assegura que vai pressionar a câmara para concluir as obras há muito prometidas.

Rodrigo Teixeira, 46 anos, é técnico de desenho e projecto na Portugal Telecom. Foi presidente da Associação de Pais e é sócio fundador da Bênção do Gado - Associação Cultural. É também colaborador da secção de andebol do Atlético. Foi número três da lista do BE à assembleia de freguesia nas eleições de 2005 e agora é cabeça de lista.

Porque aceitou o repto de se candidatar à freguesia de Riachos?

Não foi um convite. É um dever de cidadania e como não existia ninguém interessado, coloquei-me à disposição do Bloco de Esquerda para ser o candidato. Sempre simpatizei com a esquerda, inicialmente com o PCP.

A lista do Bloco não apresenta grandes alterações, apenas uma troca de lugares. Pedro Neves, actual secretário da junta eleito pelo PS, é a grande novidade. Porquê?

Nós sabíamos que o Pedro Neves estava em divergência com o actual presidente de junta e resolvemos convidá-lo, depois de ponderar todos os prós e contras e de entendermos que será uma mais valia, porque já sabe como funciona a autarquia.

Como analisa o mandato de João Cardoso?

A junta tem um orçamento escasso e quem vai para a sua gerência tenta fazer o melhor que sabe. O actual presidente terá feito o melhor que conseguiu, mas talvez por ser do mesmo partido da maioria camarária, as exigências foram menores. João Cardoso deveria ter sido mais reivindicativo e mais pressionante na defesa da freguesia.

Enquanto munícipe riachense como viu o desempenho da câmara relativamente à freguesia?

Ninguém pode estar contente, porque o investimento foi zero e os riachenses deveriam penalizar António Rodrigues. Quem tem bom senso apercebe-se que não há uma única obra que foi iniciada e concluída. O pavilhão desportivo está inacabado, o jardim da vila está parado, os passeios são uma desgraça…

O jardim-de-infância foi concluído neste mandato… Não sei se está concluído, mas aparentemente é a única obra que está finalizada.

Recentemente, o presidente da câmara garantiu que iria avançar com a recuperação da escola Adães Bermudes, estrada da Costa Brava e da Unital, entre outras obras. Acredita que irão ser concluídas no próximo mandato?

Não passam de promessas que já foram feitas há quatro anos. Basta ver o que se passa na Costa Brava, onde as pessoas esperam por obras há vinte anos. É um tique do PS prometer muito e fazer pouco.

Está confiante num bom resultado nas autárquicas?

Sei que é complicado ganhar, mas penso que iremos influenciar a constituição da junta e colocar eleitos na assembleia.

Concorda com maiorias absolutas?

Obviamente que não porque é uma ditadura democrática. São eleitos democraticamente, mas depois não dão qualquer importância à oposição. Não é assim que vejo a política. Se um partido da oposição apresenta uma boa ideia ou uma boa proposta para a freguesia ou para o concelho terá que ser aproveitada e não imediatamente chumbada.

É frequente ver os presidentes de junta queixarem-se dos magros orçamento ao abrigo das delegações de competências. As juntas deveriam ter mais responsabilidades e mais verba disponível?

Deveriam ter um orçamento maior, pois os protocolos só servem para a câmara ter os presidentes de junta na mão.

Se for eleito, quais são os problemas mais urgentes para resolver?

Vamos pressionar e exigir à câmara que resolva todas as situações relacionadas com saneamento básico e ambiente, assim como a conclusão do pavilhão desportivo, jardim da vila, casa da cultura ou o largo, entre outras intenções que serão divulgadas no nosso programa eleitoral.

Quem vai ser o principal adversário do Bloco de Esquerda?

São os eleitores, porque eles é que votam. São esses que temos que cativar para votarem no Bloco de Esquerda.

Rodrigo Teixeira foi quem disse:

“É um tique do PS prometer muito e fazer pouco”

“Os riachenses deveriam penalizar António Rodrigues”

 

Entrevista de Nuno Matos

Actualizado em ( Quarta, 16 Setembro 2009 00:44 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária