o riachense

Sbado,
11 de Julho de 2020
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Edição de austeridade - 24/11/2010

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Quase 14 anos depois, volta a sair uma edição de o riachense a preto e branco.

Não é por não gostarmos de cor, mas decidimos dar uma imagem mais coerente com a realidade em que nos movemos.
Enquanto damos conta das visitas à nossa área de intervenção de vários ministros, secretários de Estado, autarcas internacionais e até da lendária Rosa Mota, a propósito de diversos eventos dignos com celebrações aprazíveis, resolvemos dar um ar da nossa graça com uma “Edição de Austeridade”. Graça é como quem diz, porque na realidade cada vez mais é a penúria que se apodera da nossa capacidade de sustentabilidade perante um mundo ironicamente cada vez mais condicionado pelo dinheiro e menos capitalizado… E austeridade porque assim a impressão sai mais barata.
Tranquilize-se, porém, o leitor mais exigente, porque no próximo número (7 de Dezembro) as cores regressam às páginas deste jornal.

24-11-2010

André Lopes

Actualizado em ( Sexta, 26 Novembro 2010 10:15 )  
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária