o riachense

Quarta,
15 de Agosto de 2018
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Jorge Faria reeleito, Jaime Ramos ficou a ver passar os comboios

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Na cidade ferroviária não houve surpresas nem descarrilamentos, neste caso “o peso do nome”, tentado pelo PSD com o regresso do histórico Jaime Ramos, não foi suficiente para fazer a actual maioria sair das linhas: o PS aguentou as investidas e repetiu a vitória e alcançou a maioria absoluta, deixando o PSD bastante longe e um restinho para o BE.
A CDU teve um mau resultado, perdendo o vereador alcançado em 2013 e ficando, mesmo, atrás do CDS.
Com os resultados já conhecidos na região, o PS faz praticamente o pleno nos concelhos à volta, somando vitórias e maiorias absolutas em Alcanena, Torres Novas, Golegã, Chamusca, Entroncamento e Barquinha. Será esperar demasiado que esta circunstância permita um entendimento supra-concelhio e uma dinâmica territorial que vá para lá dos umbigos camarários e dos interesses paroquiais?
PS - 4
PSD - 2
BE - 1
CDS - 0
CDU - 0
 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opinião

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, senão concorro!

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária