o riachense

Quinta,
17 de Agosto de 2017
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Clínica Ucardio com desfibrilhador à disposição da população

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Todos os colaboradores da clínica tiveram formação em DAE e SBV

O investimento é razoavelmente avultado, mas o retorno é positivo, tanto em termos comerciais como sociais, diz-nos o médio cardiologista Jorge Guardado no intervalo de uma das sessões de formação do Programa de Desfibrilhação Automática Externa.
 
A clínica Ucardio, situada no largo da Igreja Velha, vai ter, a partir de Dezembro, um DAE (desfibrilhador automático externo), um equipamento médico de choques eléctricos destinado à rápida intervenção em casos de paragem cardiorrespiratória. É sabido que 20% das mortes em Portugal acontecem subitamente e que maioritariamente estas mortes estão associadas a fibrilhação ventricular, uma disfunção da actividade eléctrica do coração, e é comprovado que o único tratamento eficaz nestes casos é a desfibrilhação eléctrica.
 
Apesar de a lei de 2012 apenas obrigar a instalação de equipamentos DAE em locais de acesso público de dimensão relevante, como centros comerciais, estádios e pavilhões, estações de comboios, etc., a UCARDIO quis integrar este elemento na sua estratégia de diferenciação pelo melhoramento do pessoal, do modo de trabalhar e da tecnologia à disposição. Trata-se de um passo à frente desta clínica, visto que são raras as clínicas de ambulatório que têm um DAE, sendo provavelmente a única no distrito.
O médico responsável pela clínica disse-nos que com o aumento permanente de utentes (e acompanhantes), de técnicos e de exames realizados na clínica, o número de pessoas que ali circulam diariamente justifica a medida. A probabilidade de o DAE vir a ser utilizado é baixa, mas maior do que noutros locais públicos, visto que os utentes da UCARDIO são, na sua maioria, doentes cardíacos. Além disso, fica no local de maior circulação de pessoas em Riachos, o largo.
 
A UCARDIO anunciou que o equipamento ficará à disposição da população em geral, numa área significativa em redor do centro da vila. Em caso de ocorrência de evento cardíaco, a procura de assistência na UCARDIO não dispensa a chamada indispensável do 112.
 
Ao todo, 12 profissionais (médicos, enfermeiros e administrativos) da clínica vão fazer a formação em Suporte Básico de Vida e DAE na Casa do Povo, metade dos quais já a fez e a outra metade vai fazer no dia 28 de Novembro. E assim fica garantida a presença na clínica de pelo menos uma pessoa habilitada a utilizar o DAE (auditado anualmente pelo INEM) ao longo das 12 horas do horário de abertura.
 
Actualizado em ( Terça, 17 Novembro 2015 13:06 )  

Opinião

 

João Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?

 

João Triguinho Lopes

A grande feira de todas as contradições