o riachense

SŠbado,
15 de Junho de 2024
Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

CTT prejudicam riachenses

Enviar por E-mail Vers√£o para impress√£o PDF
A juntar a tantas outras dificuldades que todos tivemos que enfrentar durante o ano findo, e como os nossos leitores infelizmente verificaram, a chegada do jornal o riachense às suas casas foi por diversas vezes atrasado de modo incompreensível e inaceitável, não só com evidente prejuízo para o próprio jornal como para todos os leitores, assinantes e anunciantes.
Apesar de o jornal ter sido sempre editado e impresso nas datas devidas, por vezes √† custa de grande esfor√ßo de todos os envolvidos nessas tarefas, o atraso na sua distribui√ß√£o postal chegou a ser superior a uma semana, por obra e gra√ßa do funcionamento dos CTT, empresa¬†que tem mostrado uma peculiar no√ß√£o da rela√ß√£o contratual que estabelece com os seus clientes e com o servi√ßo p√ļblico que era suposto prestar √† comunidade, j√° que tem essa concess√£o em regime de monop√≥lio. Essa no√ß√£o, pelos vistos, √© mais do tipo ‚Äúquando nos apetecer...‚ÄĚ.
Se bem que a degrada√ß√£o do servi√ßo prestado pelos correios seja j√° coisa corrente que todos sentimos na vida di√°ria, devido √† cont√≠nua pol√≠tica que desde h√° anos tem levado os g√©nios que dirigem esta empresa a decidir o fecho e redu√ß√£o de esta√ß√Ķes, o corte de pessoal e a cria√ß√£o de circuitos absurdos de tratamento e distribui√ß√£o¬†postal, mas que nunca est√£o desatentos a mais uma oportunidade de vender discos, loi√ßas ou neg√≥cios imobili√°rios, consideramos necess√°rio um esclarecimento¬†a todos os nossos amigos, n√£o s√≥ pela import√Ęncia que damos aos nossos compromissos com os leitores, anunciantes e assinantes como, ainda por cima, por ter sido posta a correr a ideia de que esta perturba√ß√£o teria origem numa pretensa falha da nossa parte em rela√ß√£o aos pagamentos dos servi√ßos contratados.
Assim, fica do conhecimento p√ļblico que s√≥ no ano de 2011 o jornal o riachense pagou aos CTTCTTCTT a quantia de 6459,07 euros, quase 15% do total das nossas despesas anuais!, come√ßando por um pagamento de 464,16 euros a 4 de Janeiro e fechando o ano com outro de 431,35 euros a 16 de Dezembro. Recordemos que o jornal beneficia de apoio estatal de porte pago, pelo que os CTTCTT ainda recebem directamente do Estado uma quantia semelhante pelo servi√ßo que (n√£o) prestam.
Ao menos que em 2012 as decis√Ķes arbitr√°rias e prepotentes desta empresa p√ļblica, mais os seus regulamentos¬†absurdos e mesquinhos, n√£o se fa√ßam sentir do mesmo modo. J√° seria um al√≠vio, face aos problemas que se adivinham para todos n√≥s.
A Direcção da Cooperativa O Riachense
 
{highslide type="img" height="200" width="300" event="click" class="" captionText="" positions="top, left" display="show" src="http://www.oriachense.pt/images/capa/capa801.jpg"}Click here {/highslide}

Opini√£o

 

António Mário Lopes dos Santos

Agarrem-me, sen√£o concorro!

 

Jo√£o Triguinho Lopes

Uma história de Natal

 

Raquel Carrilho

Trumpalhada Total

 

António Mário Lopes dos Santos

Orçamentos, coisas para político ver?
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria
Faixa publicit√°ria